DiaTipo Natal 2011

Programação
O DiaTipo Natal 2011 acontece sábado, dia 10 de dezembro,
das 8h às 18h, na Unidade 3 da Belas Artes


8h
Recepção e credenciamento



8h45
Abertura



9h
Um buraco negro chamado
Type and Media

Marina Chaccur

Mais uma vez doze alunos do t]m desenharam, entalharam, esboçaram, reviveram, caligrafaram, pesquisaram, escreveram, vetorizaram, interpolaram, codificaram, pixelaram, e claro, jogaram muito pebolim no estúdio do mestrado na KABK em Haia por quase um ano. Veja os resultados no www.typemedia2011.com e saiba mais sobre o curso e esta experiência.



9h40
23 dias sobre design suiço
Francisco Martins

Em julho deste ano, Francisco Martins viajou à Suiça para realizar um de seus objetivos, traçado ainda no início da faculdade: conhecer a famosa Basel School of Design, participando de um curso de verão voltado para alunos estrangeiros que, assim como ele, procuravam entender porque o design suiço é tão bom. Francisco contará um pouco do que foi a experiência de passear pelas salas e corredores onde mestres como Emil Ruder e Wolfgang Weingart já descansaram suas canetas.



10h20
Coffee Break




10h40
O estudo do design tipográfico
na América Latina

Ana Paula Megda

Desde sempre, os países latino americanos, por falta de tradição, olharam para a Europa e Estados Unidos na hora de ir atrás de referências para desenhar fontes. No entando, sempre houve um problema: as tipografias de lá nem sempre são adequadas à realidade linguística de cá. Quando a Universidade de Buenos Aires decidiu, em 2008, abrir um curso de especialização focado no design de tipografia notou-se um movimento em busca de colocar a América Latina no mapa do mundo tipográfico. E com um grande diferencial: tentar fazer com que os alunos busquem uma identidade própria na hora de desenhar fontes. Por aceitar gente de diferentes países e cidades, o curso não permite somente compartilhar saberes e visões do âmbito acadêmico, como proporciona um intercâmbio cultural, gráfico e, principalmente, linguístico.



11h20
Mestrado em Reading:
tipografia na teoria e na prática

Crystian Cruz

O Mestrado em Reading (Inglaterra) é renomado pelo ensino de produção de fontes para texto, assim como no ensino teórico de tipografia e produção de conhecimento, atráves de artigos e dissertações produzidos pelos alunos. Crystian Cruz tirou um sabático em sua carreira e foi vivenciar um ano de imersão no universo da tipografia, num dos centros mais tradicionais do mundo. E vai contar como foi a experiência de ficar 8 meses desenhando uma fonte de texto num ambiente multicultural.



12h
Almoço




13h30
O que aprendi até aqui: algumas lições
em relação à tipografia e abordagens
para ensiná-la

Catherine Dixon

As pessoas costumam pensar em tipografia como uma questão de regras. "Saiba as regras e você entenderá de tipografia." Nada disso. Quase sempre essas regras super simplificadas são a abstração de um conjunto de relações bem mais complexo, que o designer que trabalha com textos precisa conhecer e aprender a lidar de forma apropriada. Ensinar tipografia é tentar tornar tal complexidade acessível. Ensinar tipografia é ensinar o entendimento da consequência. Ensinar tipografia é aprender a ver algo novo a cada dia.



14h20
Tipografia & Linguagem:
re-codificando significados através
do ensino de Tipografia na China

Sarah Stutz

Aprender Design Gráfico na China passa obrigatoriamente por entender a Tipografia. Este processo pode parecer simples, mas para um estudante de língua não-latina cuja escrita é fundamentada em ideogramas, implica em aprender uma nova língua, descobrir o alfabeto latino e assimilar um novo processo codificação, pautado por sons, para então manipular os tipos. Isso sim, é uma tarefa bem mais complicada. A palestra visa compartilhar resultados obtidos em sala de aula durante o curso de Laboratório de Tipografia na Universidade de Donghua, Xangai, China, por meio de atividades e discussões. A análise das relfexões trazem à luz importantes associações entre os significados e significantes das letras e palavras. A língua permite-se transcender culturas e transforma-se em linguagem.



15h
No capricho: os artistas e
a estética da House Industries

Ken Barber

A House Industries é composta por uma equipe de pessoas dedicadas e habilidosas, as quais desenvolvem trabalhos de tipografia e design de reconhecimento internacional. Praticamente toda produção da House resulta da combinação de talentos de múltiplos artistas trabalhando em diversas mídias, de 'pontos e pixels' a 'lápis e pincéis'. O diretor tipográfico Ken Barber mostrará projetos passados e atuais, apresentará os artistas por trás destes projetos, além de discutir o processo criativo da House e sua inconfundível estética.



16h20
Coffee-Break



16h40
Debate final: ensino de tipografia
Com Marcos Mello, Catherine Dixon, Crystian Cruz, Marina Chaccur,
Sarah Stutz e Ken Barber. Mediação: Priscila Farias

Diante das distintas visões e abordagens de ensino de tipografia apresentadas ao longo da conferência, quais os temas e práticas que não podem faltar na atual formação do designer gráfico? E quais devem ser mais enfatizadas? Experimentação, desenvoltura técnica, reflexão, panorama histórico, formação de repertório, treino do olhar. É possível vislumbrarmos um curso de tipografia ideal?



18h
Sorteios e encerramento




           
  Realização Apoio Institucional Patrocínio Extra Bold  
  Tipocracia
Parceiro de mídia LOGOBR
Belas Artes / Núcleo de Design Gráfico Rosari
Patrocínio Bold
Blucher Editora Abril
Dalton Maag